Pub


Por Jornal i
publicado em 5 Jan 2012 - 03:00
Actualizado há 2 anos 9 meses
// 

TVI mantém Júlio Magalhães até Maio por causa do professor Marcelo
Comentários do professor são garantidos pelo ex-pivôt da estação, que vai para o Porto Canal

Pode um pivot de uma estação de televisão, que apresenta o telejornal com mais audiência, desvincular-se da sua entidade patronal para abraçar um novo projecto, mas manter-se como apresentador do espaço de comentário desse mesmo telejornal? Pode, se se chamar Júlio Magalhães e o comentador for Marcelo Rebelo de Sousa.

A história tem contornos inéditos, mas é a realidade. A TVI ficou sem o seu pivot dominical (e chefe da delegação do Porto), com a saída de ‘Juca’ para o Porto Canal, mas vai colocá-lo em estúdio no momento em que o social-democrata Marcelo Rebelo de Sousa, um dos mais cobiçados pela televisões portuguesas, iniciar os seus apontamentos dominicais. Ou seja, o jornalista só marca presença no “Jornal das 8” de domingo na intervenção de Marcelo. O restante noticiário será debitado, em rotatividade, por José Carlos Castro e Pedro Pinto.

Marcelo já esteve na TVI, de onde saiu por pressão do próprio PSD – era Rui Gomes da Silva ministro de Santana Lopes e um dos principais críticos da falta de “contraditório” às críticas e farpas lançadas pelo professor de direito e eterno candidato presidencial não anunciado. Foi para a RTP, acabando mas depois acabou por regressar à TVI.

E este regresso, sabe o i, deveu-se em grande parte a Júlio Magalhães, razão pela qual a TVI teve de aceitar esta situação, que vai durar até Maio. Depois, só o futuro o dirá, mas, apesar da crise, nenhuma estação vai perder a oportunidade de ter Marcelo a comentar a actualidade, sobretudo a política. Nem Marcelo, desde há muito apontado como presidenciável, quererá perder visibilidade e oportunidade de tentar marcar a agenda, sobretudo a política.

Menos Comentários Ainda no campo da gestão de comentadores, a TVI vai deixar de contar com os comentadores Manuel Maria Carrilho e Alberto João Jardim, que marcavam presença regular na estação. A notícia foi dada ontem na edição online do “Expresso”, onde se admite a hipótese de saírem mais comentadores. José Alberto Carvalho, director de Informação da estação, não se mostrou disponível para comentar.

A razão que assiste todas estas movimentações chama-se crise e vai levar a TVI a cortar também nos seus custos globais.




Pub


 

Pub

Pub

Pub

Pub

Pub













X
Introduza o seu endereço de e-mail.
Introduza a senha associada ao seu endereço de e-mail.
  • Sign in with Twitter
A carregar