Pub


Por Jornal i
publicado em 11 Jan 2012 - 03:00
Actualizado há 1 ano 9 meses
// 

Privatização da RTP. CDS recua e já “compreende” alienação de canal

O CDS está a recuar na posição sobre a privatização da RTP. E no debate de hoje, no parlamento, sobre “o futuro do serviço público de rádio e televisão”, o CDS pode mesmo mostrar-se favorável à alienação de um canal da televisão pública.


“A RTP não vai ser privatizada. O CDS não defende a privatização da RTP, mas pode compreender a alienação de um canal”, afirma ao i o deputado centrista, Raúl de Almeida, que vai intervir pelo partido no debate desta tarde.


Apesar de um certo desconforto que ainda permanece entre os centristas, o facto é que se no debate de hoje, no parlamento, o CDS for questionado sobre a sua posição em relação à RTP não vai fazer uma oposição aguerrida à privatização. “O que está em causa é que o país não pode sustentar a RTP como está e se continuasse acabava por estar condenada. Se, com alguma dor, podemos alienar parte da empresa e, com isso, dar acesso a um serviço público de televisão com qualidade, então é isso que faremos”, afirma Raúl de Almeida. E justifica: “Não estamos a privatizar nada. Estamos a alienar um activo da empresa, mas a empresa continua pública”.  


Durante a campanha eleitoral o CDS  mostrou-se contrário à privatização da RTP, mas com o acordo de coligação governativa esta foi uma das cedências feitas ao PSD. Apesar disso, vários têm sido os centristas que se têm manifestado contra a privatização. Ainda numa entrevista recente ao i, o número dois do partido, Nuno Melo, afirmou que a privatização do canal público não está decidida e “terá de ser avaliada a seu tempo”. Já o ex-líder do CDS e deputado, Ribeiro e Castro, também em entrevista ao i, fez um “apelo” para que a privatização da RTP fosse “deixada para mais tarde”. E o vice-presidente da bancada do partido, José Manuel Rodrigues, confessa, a título pessoal, que “não é indiferente” que se mantenha o serviço público de televisão com um ou dois canais.

Debate O serviço público de televisão e de rádio estará hoje em debate no parlamento por iniciativa do Bloco de Esquerda, que irá apresentar um projecto de lei para alterar a lei da televisão, de modo a impossibilitar a venda de canais de televisão de serviço público.




Pub


 

Pub

Pub

Pub

Pub













X
Introduza o seu endereço de e-mail.
Introduza a senha associada ao seu endereço de e-mail.
  • Sign in with Twitter
A carregar