Pub


Por Jornal i
publicado em 25 Fev 2012 - 03:00
// 

Já não vai haver mais papel para o diário espanhol “Público”
Jornal mantém edição online, única forma de viabilidade de uma publicação nascida em 2007

Num sector bastante mais assumido em termos de orientação política do que em Portugal, a imprensa espanhola mais à esquerda sofreu ontem um duro golpe com o anúncio do encerramento da edição em papel do diário “Público”. As causas para esta decisão, segundo comunicado da empresa, referem-se à crise publicitária e à falta de financiamento.

Mas nem tudo é mau nesta notícia, já que o diário foi alvo de intensos rumores recentes de que iria encerrar na totalidade, pelo que dizer que a edição online vai manter-se é positivo. O site é o quarto mais consultado em Espanha, com 5,5 milhões de utilizadores, ao passo que em 2011 vendia uma média de 87 mil exemplares diários. A última edição em papel saiu ontem.

Esta é a salvação possível de um projecto nascido em Setembro de 2007, cujo percurso financeiro tem sido tumultuoso nos últimos quatro anos. De acordo com a empresa detentora do título, a Mediapublis, foi apresentado nos tribunais em Janeiro um “concurso para acordo com os credores”, que implica a nomeação de uma administração e um plano para viabilizar o financiamento da empresa, no qual estará incluído um acordo com os credores sobre as obrigações pendentes. Mas o plano de resgate falhou por falta de investidores, daí esta decisão de encerramento da edição em papel.

Ainda em 2011, a empresa dedicou-se a espremer ao máximo as despesas correntes e massa salarial, com um plano de rescisões que abrangeu 29 pessoas. Aos actuais 160 funcionários do “Público”, somam-se os 40 que trabalham para o título “La Voz de Asturias”, também detido pela Mediapublis. E o futuro é incerto, pois o comunicado da empresa nada refere quanto ao futuro dos trabalhadores. Os jornalistas do “Público” reagiram à decisão dizendo que ela “supõe a perda de uma voz crítica indispensável para a pluralidade informativa e de pensamento”.

“mais cegos” A notícia provocou várias reacções e ontem a palavra “Público” dominava os comentários espanhóis no Twitter. Citado pelo site do elPeriodico.com, vários jornalistas, das mais diversas publicações, rádios e televisões, entre elas “El Mundo”, La Sexta, Cadena Ser, fizeram questão de manifestar o pesar pela decisão anunciada.




Pub


 

Pub

Pub

Pub

Pub

Pub













X
Introduza o seu endereço de e-mail.
Introduza a senha associada ao seu endereço de e-mail.
  • Sign in with Twitter
A carregar