Pub


Por António Mendes Nunes
publicado em 24 Jun 2013 - 05:00
// 

Douro em grande estilo: Vintage 2011 e brancos de 2012 para várias ocasiões

Se 2011 foi um ano excepcional para o vinho do Porto, com a esmagadora maioria das casas produtoras a declararem Vintage (e temos aqui o exemplo da Churchill's), 2012 está a revelar-se um óptimo ano para brancos (para já, depois se verá como serão os tintos), com bons exemplares de vários patamares de preços de várias regiões, de Norte a Sul de Portugal.

Porque é que o Douro 2011 foi excepcional, sobretudo para o Porto, mas também para os vinhos tranquilos? Porque os níveis de precipitação foram os normais durante os meses de Inverno, mas entre Março e finais de Setembro houve pouca precipitação o que permitiu um ciclo de maturação correcto, com as videiras a sofrerem mesmo de algum stress hídrico, coisa de que gostam. Dois dias de chuva a 21 de Agosto e 1 de Setembro deram o toque final para a perfeição das uvas.

Quanto à boa qualidade dos vinhos de 2012, parece que não há memória de uvas tão sãs na altura da vindima. O ano foi seco mas bastante ameno, o que fez com que o ciclo de maturação fosse longo, logo com uvas mais equilibradas em todos os sentidos. Por isso, os vinhos que já provámos são muito interessantes, quer nas entradas de gama, com muitos vinhos de preço abaixo dos 3 euros a darem grande prazer a beber, quer nas gamas mais altas, com exemplares dignos de nota.

Nas notas de prova que se seguem só temos Douro. A saber: um Porto Vintage, um rosé e quatro brancos. Estes últimos de estilos diversos e também preços diferentes, desde os simples e directos, bons para beber com os amigos numa tarde de calor, até dois mais estruturados que acompanham bem uma refeição mais elaborada. Um deles até merece uma guarda mais prolongada em garrafeira, caso do Vallado Reserva, um vinho fermentado e estagiado em madeira.

Churchill's Vintage 2011 (60 euros) É um bom exemplar de Vintage clássico, concentrado, complexo, ainda com tudo muito fechado. A boa estrutura de taninos, ainda muito pesados, assegura uma boa capacidade de envelhecimento. Deverá estar a começar a atingir a sua fase adulta dentro de uns dez anos, atingir o seu apogeu dentro de uns 20 anos e durar ainda mais outros tantos ou mais ainda.




Pub


 

Pub

Pub

Pub

Pub













X
Introduza o seu endereço de e-mail.
Introduza a senha associada ao seu endereço de e-mail.
  • Sign in with Twitter
A carregar