Pub


Por Jornal i
publicado em 4 Jun 2010 - 03:00

Divorciado, comprometido, disponível, gay: é só escolher o anel!
Está na moda reciclar alianças de casamento. Ou deixá-las em caixões. Também surgem anéis com novos significados

A mão esquerda de uma celebridade pode muitas vezes dar origem a grandes notícias. "Sandra Bullock sem aliança", lia-se recentemente num jornal sensacionalista. Noutro: "Mulher de Tiger Woods vista sem aliança!" Mas hoje em dia o simbolismo de uma aliança de ouro - ou da sua ausência - pode não ser tão óbvio. Há três anos, quando o casamento estava a chegar ao fim, Wanda Dibben, 41 anos, que vive nos arredores de Kansas City, Missouri, pediu ao joalheiro George Rousis que transformasse a sua aliança de casamento num anel de divórcio. Dibben, que estivera casada durante 13 anos, diz que foi sempre "muito apegada" à aliança de casamento e esperava que a sua modificação fosse "uma espécie de amortecedor para o regresso à sua independência e que a ajudasse a restabelecer-se". O joalheiro cortou o aro de ouro e transformou-o num anel com uma fenda atravessada por fios de prata. Para Dibben, estes fios representam o seu filho Trevor, de 14 anos, "pois embora os laços tenham sido rompidos, os fios ainda mantêm a unidade", afirma. Os anéis de divórcio, embora não estejam propriamente na moda, começam a aparecer aqui e ali, tal como outros anéis usados no dedo anelar mas com outros significados. Solteiro e à procura? Talvez precise de um anel de prata com um símbolo de Marte ou Vénus, como aqueles para homossexuais e heterossexuais que se vendem no site MySingleRing.com. O site diz que quem usa os seus anéis projecta para o mundo a seguinte ideia: "Sou um indivíduo inteligente, competente e disponível para conhecer pessoas iguais a mim." E eles não são os únicos a pensar para além da caixa de jóias. Harold Thompson, divorciado por duas vezes e residente em Wilmington, Carolina do Norte, é um dos fundadores do D Jewelry Co., que vende anéis de divórcio online. O seu slogan: "Construindo auto-estima para uma pessoa de cada vez." Os seus anéis, semelhantes às alianças de casamento tradicionais se não fosse pela fenda a meio, vendem-se por 200 a 500 dólares (164 a 411 euros). Têm duas finalidades, segundo o website da empresa: é uma "jóia atraente" e também "um instrumento de cura para corações partidos".




Pub


 

Pub

Pub

Pub

Pub













X
Introduza o seu endereço de e-mail.
Introduza a senha associada ao seu endereço de e-mail.
  • Sign in with Twitter
A carregar